quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

O nascimento dos primeiros dentinhos e a importância da consulta odontológica!

Queria começar este post com uma imagem que retratasse a cronologia do nascimento dos dentes de leite. Acontece que o google me lançou milhares de imagens que não chegam a um consenso sobre idade, apenas sobre qual a ordem de nascimento dos dentinhos. Eu acho que é porque não existe uma idade certa mesmo, a maioria das crianças pode ter o primeiro dente nascendo aos 8 meses, ao mesmo tempo que existem casos de bebês com dentes aos 2 meses ou até que já nascem com dentes (http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2015/01/em-caso-raro-bebe-nasce-com-dente-formado-em-santa-maria.html).
Vejamos esse gráfico (desconsiderando a idade):
Fonte: http://rubialesodontologia.blogspot.com.br/
No Davi, os primeiros dentes a nascer, foram os dentinhos que aparecem em vermelho na imagem, mais especificamente, os dois de baixo e aos 9 meses. Depois foram gradualmente pipocando os demais, uns incomodando mais, outros menos, até que hoje, com quase 2 anos de idade, faltam rasgar por completo apenas os quatro molares, que estão em roxo na imagem.

Os primeiros dentinhos nascendo!
Os primeiros dentinhos nascendo!

O nascimento dos primeiros dentinhos

Não lembro quais dentes me deram mais dor de cabeça (já passei por tantas fases nebulosas ao longo da maternidade, que as vezes é fácil confundir nascimento de dente com salto de crescimento e coisas do tipo que fazem os bebês darem mais trabalho para os seus papais, risos), mas quando isso aconteceu eu usei a famosa Camomilina C e Paracetamol bebê, tudo com a devida indicação da peditra, é claro. A Camomilina é cara e para o Davi não funcionou nada...O Paracetamol dava uma aliviada momentânea, mas nada milagroso. O que realmente ajudou foi o Nenê Dent, que pode ser comprado em gel ou solução e você aplica diretamente na gengiva da criança. Tem gente que fala mal do produto, mas a pediatra autorizou e eu usei. Recomendo a versão em gel, pois você consegue passar com mais facilidade e sem exagerar na dose do produto.

Após o nascimento do primeiro dentinho de leite, você deve providenciar imediatamente uma escova de dente (apropriada para a idade dele), uma pasta de dente sem fluor e escovar pelo menos duas vezes ao dia aquele bendito dentinho. A consulta com o odontopediatra é importantíssima nessa fase, para verificar se os dentes estão nascendo direitinho e para você aprender a fazer a escovação correta, sem machucar e fazendo a limpeza adequada.

Logo que nasceram os dentinhos do baby, eu o levei em algumas consultas com a minha dentista, que é amiga da família, mas não é odontopediatra. Ela me deu vários conselhos muito úteis, mas a minha maior preocupação era com o fato do Davi até hoje (com quase 2 anos) dormir mamando e tomar mamadeira na madrugada. A mamadeira noturna sem a escovação causa a temida cárie de mamadeira. Então semana passada finalmente o levei em uma consulta com uma odontopediatra e foi ótimo! Ela me deu mil explicações sobre os alimentos que ele deve e não deve consumir, ensinou a escovação correta, a quantidade de pasta de dente (que deve ser do tamanho de um grão de arroz) e avaliou os dentes dele (que não têm cáries, graças a Deus). Um fato importante é que ele foi liberado (mesmo com menos de 2 anos) a usar pasta de dente com flúor, por causa da mamadeira noturna, para ter uma maior proteção. Eu não sei a partir de que idade isso é permitido nesses casos específicos, por isso foi muito bom ter uma avaliação de uma dentista que trabalha somente com crianças.
Cuidando e prevenindo desde cedo, menos dor de cabeça e filhos mais felizes teremos mais tarde!
Beijos,
Elis

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Remédio milagroso que melhora o sono do bebê!

O grande desafio da maternidade para mim foi o sono do Davi... Ele é uma criança maravilhosa, esperta, come de tudo, sabe se comportar, sabe dividir as coisas, claro que faz birra e coisas do tipo, mas nada diferente do que todas as outras crianças da idade dele... Agora o sono, sempre foi um problema! Ele sempre foi difícil para dormir, tirava sonecas curtas e acordava milhares de vezes à noite. Eu tentei de tudo para melhorar isso: rotina rígida, banhos com chá de camomila, homeopatia, simpatia, tudo que eu lia ou me falavam que funcionava, eu fazia! Claro que é super normal bebês não dormirem a noite inteira, mas o Davi já estava passando dos 18 meses de idade e acordando de hora em hora... E eu tinha certeza absoluta que não era fome, pois ele se alimentava muito bem durante o dia e mamava uma mamadeira de 300 ml antes de dormir... Era um misto de hábito e de ansiedade... Sempre reparei que ele é bastante ansioso, e não teria como ser diferente, pois eu sou um poço de ansiedade e passo tudo isso pra ele (sem contar a gravidez que foi uma tensão total né!). Pois bem, após muitas conversas com a pediatra dele, ela finalmente me receitou um remédio que transformou nossas vidas: Sintocalmy. É um medicamento fitoterápico feito com a flor do maracujá (passiflora incarnata). Na caixa do remédio diz que não é indicado para menores de 12 anos, mas a pediatra do Davi disse que não tinha problema ele tomar (ela me explicou o porquê, mas eu realmente não lembro o motivo, fiquei tão empolgada com a possibilidade de uma luz no fim do túnel que deletei o resto da história, risos...)
melhorar o sono do bebe

Dormindo a noite toda 

Com 1 ano e 7 meses ele começou a tomar este bendito remedinho (Sintocalmy) duas vezes ao dia e em questão de duas semanas o sono dele melhorou muito! As sonecas da tarde começaram a manter um bom padrão de tempo, ele passou a pegar no sono mais rápido à noite e o sono noturno passou a fechar 6 horas ininterruptas (depois disso ele resmunga até ganhar a mamadeira e volta a dormir novamente sem dificuldades). Sei que existem bebês menores que o Davi que dormem muito melhor que isso, mas esta nunca foi a nossa realidade e o remédio melhorou absurdamente a nossa vida! Também reparei que com a melhora na qualidade do sono somado ao uso do remédio para ansiedade, ele se tornou uma criança muito calma e que chora muito pouco, e também tem tido grandes saltos no desenvolvimento. Antes de tomar o medicamento ele vivia irritado e chorava bastante, principalmente para dormir. Foi um divisor de águas na nossa vida!

Se o seu filho sofre do mesmo problema que o Davi, converse com o pediatra sobre a possibilidade do uso deste santo remedinho! Nunca automedique o seu filho, você deve verificar com o médico sobre a idade adequada para o início do uso deste medicamento (O davi já tinha 17 meses quando iniciou o tratamento) e se o seu filho não é alérgico a algum componente do mesmo!
Beijos,
Elis