sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Dicas para dar banho no recém nascido!

Banho no bebê recém-nascido

Uma das tarefas mais temidas pelas mamães e papais de primeira viagem é chegar em casa e ter que dar o temido banho naquele bebezinho que arrecém chegou ao mundo! Na maternidade, sempre que dão o banho, as enfermeiras explicam passo a passo o procedimento, porém assistir é muito mais fácil que encarar a tarefa, não é mesmo?! Posso garantir que só o primeiro banho é difícil, depois tudo se torna mais simples! Vamos às dicas:

como dar banho no bebe recém nascido

Banho em bebês cujo coto umbilical ainda não caiu

No hospital me ensinaram da seguinte forma:
  1. Deixar o bebê de roupinha e enrolá-lo em uma toalha seca,
  2. Lavar a cabeça com sabonete líquido (eu utilizava Johnsons RN - da cabeça aos pés) e secar bem,
  3. Tirar a roupinha, deixar apenas de fralda e enrolar do tronco para baixo com toalha,
  4. Dar um "banho de gato" com toalhinha molhada e sabonete na parte de cima do tronco e secar bem,
  5. Enrolar a parte de cima do tronco, tirar a fraldinha e dar o mesmo banho de gato na parte de baixo do tronco. Secar bem, principalmente as dobrinhas.
  6. Limpar o coto umbilical com um cotonete embebido com álcool 70%,
  7. Aplicar hidratante e pomadas para assadura a gosto!

Banho em bebês que já perderam o coto umbilical

Eu costumava seguir o mesmo ritual acima para lavar a cabeça, pois o Davi chorava bastante no banho até os 2 meses de idade. Depois tirava a roupinha e fralda e colocava na banheira, usando aquelas redinhas de proteção, que não deixam o bebê escorregar e o deixam mais seguro!


Dar banho parece difícil, mas não tem mistério, basta encarar! Ah, e claro que colocar uma música relaxante ajuda bastante, tanto para acalmar o bebê, quanto a mamãe e o papai!
Beijinhos,
Elis

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Incompetência Istmo Cervical (IIC)

Incompetência Istmo Cervical, insuficiência do colo uterino e colo do útero curto

Incompetência Istmo Cervical, insuficiência do colo uterino e colo do útero curto são denominações para o mesmo problema: o colo do útero não tem capacidade suficiente para "segurar" o feto depois que ele adquire determinado peso (normalmente acima de 500g).

Incompetência Istmo Cervical, insuficiência do colo uterino e colo do útero curto

O colo do útero é a parte de baixo do útero, onde se encontra a abertura do mesmo e a ligação com a vagina. É por ele que passam os espermatozóides e a menstruação. Durante a gravidez, forma-se no local um tampão composto por muco, a fim de fechar esta abertura. Em uma gravidez normal, o colo permanece grosso, fechado e com comprimento superior a 2,5 cm até as últimas semanas. 

No entanto, numa gravidez com IIC, o colo começa a ficar mole, apagado, fino ou com tamanho inferior a 2,5 cm antes do tempo (normalmente isso ocorre no segundo trimestre de gravidez), não suportando o peso do bebê e na maioria das vezes ocasionando um parto prematuro.

As causas de IIC podem ser congênitas ou adquiridas. Nas congênitas, a mulher nasceu com uma má formação do canal, como por exemplo, em decorrência de maior concentração de fibras elásticas do que fibras musculares. As causas adquiridas são aquelas que a deformidade se deu após o nascimento, como no caso de partos com utilização de fórceps, partos traumáticos, conização, etc (fonte wikipedia).

Infelizmente os obstetras não têm como praxe a medição do tamanho do colo do útero durante a gravidez e o problema acaba somente sendo diagnosticado após a gestante sofrer um ou mais abortos. O tamanho do colo do útero pode ser facilmente acompanhado através de ultrassonografia e quando diagnosticado o IIC até a 13ª semana de gestação, pode-se fazer a cerclagem, que é a costura em volta do colo uterino. Existem casos de cerclagens de emergência, realizadas após a 13ª semana, mas os riscos de a bolsa estourar com o procedimento são maiores.

Colo do útero curto - Minha experiencia

Sintomas e Diagnóstico 

Tive diagnóstico de colo do útero curto com 18 semanas de gestação. Sentia uma pressão muito forte "lá embaixo" e comentei com a minha GO. Após uma certa insistência minha, ela fez exame de toque e verificou que meu colo estava apagado e com dilatação de 1 cm. Me mandou fazer repouso absoluto e tomar antibiótico, pois poderia estar com infecção urinária (que ocasiona partos prematuros!). 

Tamanho do colo do útero

Com um certo desespero e ainda sentindo aquela pressão, fui alguns dias depois na emergência obstétrica. Lá mediram pela primeira vez meu colo e ele tinha exatamente 2,5 cm. Esse é considerado um tamanho limite, mas que era um pouco curto para meu tempo gestacional. Como já estava com a gravidez muito avançada, minha GO e uma outra obstetra que consultei para uma segunda opinião, foram categóricas em dizer que não era aconselhável a cerclagem. E lá vai mais repouso e uso de utrogestan todas as noites. 

Lá pela 28ª semana de gestação, depois de um final de semana de muitas contrações e poucos movimentos do bebê, fui na emergência novamente e mediram meu colo pela segunda vez (nesses períodos minha GO apenas fazia exame de toque e a dilatação continuava a mesma). O comprimento tinha aumentado para 3 cm, mas sob pressão afunilava para 1,5 cm. E lá vai mais repouso e retomada de utrogestan que eu tinha parado de tomar há uma semana. 

Minha GO nunca foi muito rigorosa com as orientações de repouso, mas eu seguia a risca, levantava só para tomar banho e ir ao banheiro. Se ia em consultas ou exames, só saia de carro e subia escadas carregada no colo. Quando fechei 29 semanas, o repouso foi liberado e eu resolvi sair um pouco, pois era época de final de ano. Saí todos os dias, mas só de carro. Resultado: aumento de contrações, dilatação de 2 cm e início de perda do tampão (que é tipo um catarro amarelado). Voltei para a clausura novamente e saía só nos finais de semana para dar uma voltinha de carro. 

Com 34 semanas e 3 dias entrei em trabalho de parto. Minha GO tinha posto como meta as 34 semanas, pois é quando o bebê já está praticamente todo formado e tem menos chances de ir para a UTI. Acho que quando fechei as 34 semanas fiquei tão aliviada, que o Davi resolveu que já era essa história de repouso pra mim!

Pretendo ter um segundo filho, sei que vai ser bem difícil e o planejo para quando o Davi já for mais crescidinho e não depender tanto de mim...Foi muito difícil a angústia de poder perder um filho tão desejado, ficar 4 meses de repouso, ler tanta tragédia na internet, mas no fim tudo passa e a gente até esquece que um dia passou por tanto sofrimento!

Existem casos mais graves de IIC, em que a mulher perde logo no comecinho da gravidez, mas acho que se fosse de costume a medição do colo durante a gestação, tudo poderia ser evitado! Quem sabe um dia as coisas mudem e agradeço todos os dias por ter conseguido diagnosticar o meu problema a tempo!
Beijocas,
Elis


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Sintomas de gravidez

Quando eu estava tentando engravidar, a ansiedade era tanta, que bastava um dia de atraso menstrual para que eu corresse para pesquisar na internet quais seriam os possíveis sintomas de gravidez que eu sentiria... Lendo relatos de diversas pessoas, cheguei à conclusão de que os sintomas eram muito semelhantes aos da própria menstruação quando está para chegar: cólicas, dor de cabeça, inchaço, dor nos seios, etc. Ainda, há muita confusão entre o início da menstruação e a nidação (fixação do óvulo fecundado no útero, que pode acarretar, em alguns casos, um pequeno sangramento). 

teste de gravidez

No meu caso, eu não senti absolutamente nenhum sintoma diferente, não tive dor de cabeça, dor nos seios, inchaço, sangramento, nada. Mas uma situação me deu a certeza absoluta que eu tinha engravidado: eu estava acompanhando meu período fértil através de um desses calendários menstruais disponíveis na internet (eu utilizei o da Intimus), meu último dia fértil foi numa segunda-feira e na madrugada de sábado para domingo tive uma cólica muito forte, como nunca tinha sentido na vida, que durou alguns minutos. Tive a certeza absoluta que só poderia ser gravidez. Mais tarde até comentei com a minha GO sobre isso e ela me falou que possivelmente tivesse sido a tal nidação (que no meu caso foi sem sagramento!).

Com dois ou três dias de atraso menstrual, comprei um teste de farmácia (Confirme em tiras) e fiz. Esperei o tempo sugerido na embalagem e o resultado foi negativo. Depois de mais de meia hora fui olhar a tirinha dentro do lixo (porque mesmo com o negativo eu ainda tinha esperanças), e a segunda lista vermelha estava lá! Quase tive um treco! Comprei mais três testes, um fiz no mesmo dia e a segunda lista apareceu bem fraquinha. Na manhã do dia seguinte repeti o teste e aí a lista apareceu bem forte, como se vê na foto acima, que eu tirei para mandar para o marido pelo what's up! No dia seguinte fiz o exame de sangue e estava confirmado: tempo estimado de aproximadamente 5 semanas de gestação!

Além desta cólica não tive mais nenhum outro sintoma, só fui sentir enjoôs com 9 semanas de gestação, mas foi só isso mesmo!

Minha dica é segurar a ansiedade e esperar pelo menos uma semana de atraso menstrual para fazer o teste de farmácia, pois podem acontecer falsos negativos, assim como aconteceu comigo!
Beijinhos,
Elis

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

O que pedir no chá de fraldas?

Para uma mãe de primeira viagem, como eu, é muito difícil saber o que pedir num chá de fraldas, porque a gente até imagina, mas nunca tem 100% de certeza do que realmente vai ser mais útil pedir de presente...Eu lembro que na época pedi dicas para amigas que já tiveram filhos e acabei me ferrando, porque o que é útil para uma, pode não ser para outra, mas enfim...

O que pedir no chá de fraldas


Na minha opinião não vale a pena pedir roupas ou artigos caros, como bebê conforto, cadeirinha de papa, etc. Quanto às roupas, a chance de se ganhar coisas cafonas e desconfortáveis é de 99%, e depois ter que correr atrás de trocas na reta final da gravidez é uma tarefa bem desgastante. Os itens caros normalmente quem se propõe a dar são os avós, dindos, amigos especiais, acho até meio chato pedir isso em chá de fraldas, mas cada um, cada um, né!

Eu pedi apenas fraldas e itens de higiene, mas se eu tiver outro bebê e resolver fazer chá novamente, cortaria os itens de higiene. Ganhei muitossss sabonetes em barra, mas só uso sabonete líquido no Davi, pela praticidade e higiene (no fim eu que estou usando os sabonetes!).

Que tamanho de fraldas pedir?


Quem optar por pedir apenas fraldas, minha dica é não pedir tamanho RN e P! O bebê só usa RN por um mês ou um pouco mais (salvo os prematurinhos, né! O meu é exceção, porque nasceu com peso bom e ganhou peso muito rápido) e P normalmente vai até 6 kg, sendo usada por pouco tempo também! O ideal é pedir M e G. Até XG vale a pena se o bebê tem previsão de nascer gordinho (acima de 3,5 kg). O Davi nasceria com quase 4kg se viesse no tempo certo e agora, com 10 meses, já tem quase 12 kg e usa XG!

Em relação a marcas, eu gosto bastante da Turma da Mônica (pacote azul) para o dia e Pampers Total Confort (pacote verde) para a noite, Todos os tipos de Pampers são ótimos, mas o preço é mais salgado. Turma da Mônica tem preço mais acessível, então optei por pedir esses dois tipos pra não pesar no bolso de ninguém. A pessoa opta pelo mais caro ou pelo mais em conta! Lembre-se que mesmo especificando marca de fralda no convite, sempre tem aquela pessoa que se faz de louca e dá a marca que quiser!

Ah, acho válido pedir toalha, pano de boca, lençol, essas coisinhas...Mas aí corre o risco de ganhar muitos desses itens e não ganhar quase nada de fralda que é o que mais se usa e se gasta $! Eu ganhei fraldas que duraram até os 7 meses do Davi e isso que fiz festa pequena com poucas convidadas!

Então, insisto, peça muita fralda!!!
Beijocas,
Elis